30581617_10156204643156635_1908309718288302080_o

UNB discute trânsito em Formosa

Especialistas em trânsito da Universidade de Brasília (UNB) de Planaltina, Rômulo Ribeiro e Reinaldo José, vieram à Formosa nesta quarta-feira (11) para discutir ações necessárias para melhoria do trânsito na cidade. Essa ação é um desdobramento da visita dos profissionais em 15 de março quando eles fizeram a primeira avaliação dos problemas da cidade. Hoje, durante o evento, eles falaram a solução para resolver o problema da rotatória do Bretas. A parceria entre a UNB e o Poder Executivo não terá custo ao cofre público.

A escolha do local inicial para estudo se dá pela facilidade em resolver o problema, uma vez que os outros casos são mais complexos e necessitam de estudos aprofundados sobre as mudanças, como a Visconde, os semáforos, etc.  Além desse workshop, estão previstos outros dois.

Apesar do estudo ainda estar em curso, Rômulo apresentou algumas possibilidades como o desvio de caminhões por uma via alternativa na rua da cerealista, instalação de semáforos inteligentes para melhorar o fluxo. “Vamos começar a treinar os alunos para fazer a avaliação em campo. Não é só mudar uma via, é preciso entender o que acontece”.

Por meio de um estudo que está sendo realizado, os especialistas estão identificando as vias de maior circulação na cidade para poder apresentar um material mais detalhado com as soluções.  Em março, Rômulo antecipou ao Formosa Agora que uma das possibilidades é utilizar a direção única de fluxo devido o tamanho das vias para o grande fluxo de automóveis.

Os maiores problemas de trânsito são decorrentes do crescimento da população e também da utilização de veículos. Ao todo são 71 mil veículos circulando, isso é cerca de 616 automóveis para cada mil habitantes. Comparado a grandes cidades, Formosa fica atrás apenas de São Paulo e Belo Horizonte.

“Formosa ainda está na nuance do trânsito do interior, do trânsito pacato, mas quando a gente faz a comparação com grandes cidades, a taxa de motorização está bem próxima. Então é preciso estudar e começar a resolver esses problemas”, informou Reinaldo José.

Os presentes parabenizaram a presença da UNB para solucionar os problemas da cidade por ser a primeira vez que ocorre um debate teórico desse nível em Formosa. Eles também tiveram oportunidade para falar sobre algumas de suas necessidades, como vias para corredores de ruas.

Comente!