lagoa feia

SOS: Ação retira lixo criminoso da Lagoa Feia

Para mudar a situação em que se encontra a Lagoa Feia, a Associação de Corretores, Construtores e Empresários (ACCF) de Formosa realizou um evento no último final de semana, chamado de SOS Lagoa Feia para conscientizar a população sobre os riscos de devastação causados pela  poluição da água, assoreamento, lixo e degradação das nascentes. “Há 10 anos, a Lagoa Feia tinha de 7 até 12 metros de profundidade, hoje quase 50% está com menos de 1 metro d’água. Quando os seres humanos não sabem zelar do meio-ambiente, gera esse problema, que pode chegar à sua completa destruição”, explica o presidente da ACCEF, Maurício Costa.

Durante 3 horas cerca de 11 homens mergulharam a região para retirar lixos e o resultado foi espantoso: Pneus, latas, garrafas e vários outros materiais deixados criminosamente. Para um dos mergulhadores a situação é muito pior porque a maioria do lixo está escondido embaixo de uma camada densa de lama.

A Lagoa Feia  é a maior lagoa do Centro Oeste e se localiza ao lado de uma reserva ecológica que abriga raras espécies da fauna e flora, mas, se nenhuma providência for tomada com urgência, ela corre risco de acabar. “Nós – sociedade, o Poder Público-, precisamos unir para cuidar da natureza porque senão em breve as próximas gerações não conhecerão a Lagoa”, explica Jayme Tucano, vice-presidente da ACCEF.

Essa foi a primeira vez que o evento foi realizado, mas a ideia é estabelecer ações contínuas em parceria com os fiscais do IBAMA para fazer o desassoreamento da Lagoa. O mapeamento feito pelos mergulhadores é uma forma de identificar a real situação para, em seguida, elaborar um plano de trabalho.

Comente!