580241_441303982635563_2104689938_n

Ministério da Saúde pede devolução de R$ 600 mil da UPA de Formosa

O Ministério da Saúde requereu que a prefeitura de Formosa devolva imediatamente R$ 600 mil reais, além de uma multa que deve chegar a R$ 200 mil, por falta de uma assinatura que acertava o parcelamento dessa quantia em 2013, época em que Rodrigo Lacerda era secretário de saúde, e também, por falta do pagamento da guia inicial.

Segundo o Formosa Agora apurou junto à Secretaria de Saúde, mesmo estando fechada por cerca de 6 meses a Unidade Pronto Atendimento (UPA) continuou recebendo R$ 100 mil por mês em recursos do Ministério da Saúde, que foram aplicados em outros setores. Com o valor a ser devolvido, 5 novos leitos de UTI poderiam ser construídos.

A UPA foi construída e equipada em 2012 ao custo de um milhão e quatrocentos mil reais, mas foi fechada no ano seguinte pelo secretário Rodrigo.

A Prefeitura tem 30 dias para fazer o pagamento, caso não ocorra, o gestor atual será enquadrado no crime de improbidade administrativa.

Em uma mensagem divulgada pelas redes sociais, Rodrigo alegou que a UPA foi fechada por instrução do Ministério da Saúde por estar sem condições de funcionamento. E que após isso, foi realizada reforma e implantação de um transformador para viabilizar o funcionamento do RX.  “Esse valor de 600 mil corresponde a um pouco mais de um mês de funcionamento desta UPA. Não é motivo para fazer esse alarme todo, até porque conseguimos no ano passado empenhar para a saúde de Formosa muito mais do que esse valor e nem por isso vi ninguém elogiando ou agradecendo”.

Comente!