mundim

Câmara aprova cargo que digitalizará todo o arquivo

A Câmara de Formosa aprovou por unanimidade o Projeto de Lei 020/2018 durante a sessão extraordinária na última quarta-feira (4) que estabelece a criação do cargo do segundo secretário da presidência que será responsável por digitalizar todo o arquivo da instituição. A proposta é de autoria do Legislativo.

 

Segundo o presidente Mundin, o orçamento enviado por uma empresa estipulava o valor de R$ 50 mil para executar o trabalho, e que, para isso, também seria necessário a abertura de um processo licitatório. Já o valor destinado para esse profissional é R$ 1.982,56 com carga horária de 40h. “Se  alguém chegar hoje para pegar qualquer informação, para encontrar é no mínimo 90 dias. Às vezes as pessoas pensam que a gente faz corpo mole, mas não é. Não é para criar cargo, é para criar eficiência que a Câmara precisa”, explicou.

“Hoje nós temos um acervo muito grande da história na nossa Câmara. A pessoa vai ter muito serviço, mas com certeza será mais viável para quem busca o saber histórico da nossa Câmara e os projetos que já passaram pela Casa”, justificou Bruno Araújo.

O vereador Jurandir aprovou a iniciativa e concordou com o vereador Wenner Patrick ao dizer que a perda da história é lastimável e contou sua dificuldade ao conseguir uma informação no Executivo pela falta de organização com os documentos por parte de outras gestões. O apoio foi endossado pelo vereador professor Rafael e sugeriu que a prefeitura de Formosa tome a mesma medida, pois os arquivos estão jogados.

 

Aos explicar seu voto favorável ao projeto, Wenner Patrick disse que em “Formosa não tem nada em seu arquivo de 1970 pra lá. Gestores mais antigos não tinham essa consciência de que essa história tinha que ser guardada e foi tudo para o lixo. Aqui tem se perdido muita coisa. Um projeto para digitalizar toda essa documentação para a Câmara ter uma história. Nós já perdemos muito pela falta dessa digitalização”.

 

Comente!