capivara1-(1)

A 2h30 de Formosa, Chapada é destino encantador

Há 190 km de Formosa, a Chapada dos Veadeiros é um dos destinos mais visitados do Brasil e não é por menos: A beleza natural desse lugar é incrível! Águas cristalinas aliadas à vegetação do cerrado deixam o cenário deslumbrante para quem curte estar em conexão com a natureza. Como o percurso é curto, os formosenses podem aproveitar o final de semana na região e estar de volta para o batente já na segunda. Veja mais informações sobre a região e o que dá para fazer em dois dias:

Percurso

O trajeto foi feito em 2 horas e meia, saindo de Formosa até Alto Paraíso. Para chegar lá vai pela DF – 206 / GO 430 até a BR 010, em Planaltina, em seguida pega a GO 239. Quem decide ir direto para as cachoeiras Santa Bárbara e Capivara – entre as mais bonitas da região – deve seguir até Cavalcante (fica há 120 km de Alto Paraíso), que é onde começa a pior parte do caminho porque é estrada de chão cheia de “costelinha” (apesar dos constantes reparos, não fica boa devido ao grande movimento). Cavalcante fica um pouquinho mais longe, mas ainda sim bem tranquilo.  

O que fazer:

  • Dia 1

Sair bem cedo de Formosa ir até a Cachoeira Santa Bárbara, na comunidade Kalunga, em Cavalcante, chegando lá é preciso pagar taxa de entrada de R$ 30 por pessoa para visitação em duas cachoeiras (no mesmo dia): Santa Bárbara e Capivara, além disso, também é obrigatório a presença do guia, que custa mais R$ 70. Quem quiser almoçar na volta, fala com o guia antes de sair que ele agenda em um restaurante na comunidade que custa R$ 30 a vontade por pessoa, a comida é gostosinha.

 

Cachoeira da Capivara

Até a cachoeira da Capivara a trilha é tranquila, por volta de 1,5 km com algumas subidas e descidas, mas com bom acesso. O local para banho é bem maior, o que deixa mais à vontade quem não gosta de muito tumulto. O aconselhado é que cada grupo fique até uma hora em cada local.

Principal queda d’água da cachoeira da Capivara

 

 

Poço para banho na Cachoeira da Capivara

Cachoeira Santa Bárbara

Um dos destinos mais visitados da América Latina, a Santa Bárbara atrai visitantes interessados em contemplar a beleza das suas águas de coloração azul. Até chegar na queda são mais ou menos 20 minutos de caminhada em trilha moderada, com subidas fáceis e descidas. Como recompensa, a natureza te dá um cenário incrível. O único problema é que fica muito cheio.

Poço para banho na cachoeira Santa Bárbara. É menor, mas é mais vazio

Poço principal da cachoeira Santa Bárbara. Lindo, mas muito cheio. Melhor para contemplação que para banho

Dica: Quanto mais tarde, mais cheias de pessoas as cachoeiras estarão.

 

A noite

Um verdadeiro achado em Alto Paraíso foi a Vendinha 1961, que tem um espaço super bonito com decoração à luz de velas e música boa. Não há nenhuma reclamação desse lugar: Atendimento rápido, comida gostosa, música boa, e a conta não ficou tão cara. R$ 93,00 para 4 pessoas para beber e comer bem a ponto de sobrar comida. E o melhor é que lá passa cartão. Vale muito a pena ir!

Endereço:  Avenida Ary valadão Filho, 787, ao lado do Banco Itaú – Alto Paraíso de Goiás

Foto: Divulgação

  • Dia 2:

Vista logo da chegada na Cachoeira dos Cristais

Como é o dia de voltar para casa e os visitantes normalmente estão cansados da andança do dia anterior, a pedida é um lugar tranquilo. Foi com esse pensamento que a Cachoeira dos Cristais foi descoberta e não poderia ter ido a um destino melhor. O local possui vários pequenos poços de banho que são como hidromassagem, tem restaurante/bar, passa cartão e não precisa fazer trilha. Do carro até a primeira queda deve ser cerca de 500m, super tranquilo. Dá pra tomar banho para se refrescar e na volta tomar cerveja/refrigerante. O bar possui boa estrutura, com bom atendimento e comida gostosa.

Foto: Divulgação

O indicado é tirar um cochilo antes de pegar a estrada e se beber não dirigir, afinal, serão mais 2h30 de volta até Formosa.

 

Informações úteis

Apesar da forte movimentação turística, Cavalcante e Alto Paraíso não têm estrutura para receber os visitantes. Só tem Banco Itaú e poucos lugares passam cartão, ou seja, leve dinheiro em cédulas para não passar apuro. É importante abastecer no município de Cavalcante, porque de lá até chegar na comunidade Kalunga não tem postos de gasolina.

 

Queimada no Parque Nacional da Chapada

É muito triste a devastação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, considerado patrimônio natural mundial. O fogo criminoso já destruiu mais de 20% da Chapada dos Veadeiros, matando os animais e a vegetação. No caminho dá para ver fumaça e muitos espaços pretos já tomados pelo fogo. A entrada está suspensa, mas ainda sim dá para aproveitar os lugares citados acima.

O desejo do Formosa Agora é que o incêndio seja controlado e que a fauna e flora se reconstituam trazendo ainda mais beleza para a região. E que os homens aprendam a respeitar a natureza para conviver em melhor harmonia.

 

Esse é um destino que com certeza vale cada quilômetro. E como é bem pertinho de Formosa, dá pra chamar a família, os amigos e pegar a estrada.

 

Comente!